rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
COLUNA TEATRO  
Marcelo Aouila marcelo@aouila.com.br
rioecultura COLUNA TEATRO: FREUD a ultima sessao

Faço trânsitos astrológicos uma vez ao ano, tenho imagem de Nossa Senhora de Fátima na mesa do trabalho, amarrei 3 fitinhas do Nosso Senhor do Bonfim no pulso, peço licença a Yemanjá quando mergulho no mar, medito pela manhã (quando lembro!), entre outras atividades que podem ser consideradas demonstrações de fé. Minha religião é a fé. Onde tenho fé, onde acredito, lá estou. Minha relação com Deus é íntima. Não posso simplesmente dizer que Ele não existe pelo fato de não poder negar a sua existência. Vejo milagres acontecendo, o nascimento é um deles. Vejo a composição da Natureza. Sinto o amor fraternal. Testemunho as orações e promessas que tornam o pedido realidade. Acredito numa Energia que nos rodeia, nos impulsiona, nos repulsa, nos aproxima. A energia do pensamento para mim é a maior e mais potente de todas. Este é o meu Deus, que está dentro de mim, meu mestre interior.

“Freud. A última sessão” re-estreou no Teatro Clara Nunes. E peça, baseada no livro “The Question of God”, e transformada em teatro por Mark St. Germain, é o encontro de duas mentes brilhantes da história da humanidade. Sigmund Freud recebe em seu escritório Clive Staples Lewis (autor de vários livros, entre eles "As Crônicas de Nárnia"). Pois não é que Lewis, ateu convicto, de uma hora para outra resolve acreditar em Deus? E para dar mais gosto a esta mudança de hábito, escreve um livro com críticas a Freud por sua eterna falta de crença em Deus. O espetáculo retrata juntamente um possível encontro (infelizmente não chegou a acontecer) entre os dois para falarem sobre Deus e vida. Justamente num momento em que a Segunda Guerra Mundial está começando.

rioecultura COLUNA TEATRO: FREUD a ultima sessao

A tradução é assinada por L.F. Bayão. A fluência nos diálogos e escolha certa para as palavras traduzidas são o seu grande mérito. Gosto da passagem em que chamamos e falamos sobre Deus, sem ao menos nos darmos conta disso: “Vá com Deus”, “Deus lhe projeta”, “Deus me livre!”, “Seja o que Deus quiser”, “Deus lhe pague”, “Graças a Deus!”.

O cenário realista de José Dias é, como sempre, de bom gosto, atraente e bonito. Não poderia faltar o divã nem a mesa de estudos. O figurino de Kiara Bianca é correto para a época e elegante. A luz é de Aurélio de Simoni, sinônimo de competência e perfeição. Ótima também é a direção musical de Marcelo Alonso Neves. Como sempre, Sueli Guerra faz excelente contribuição com sua direção de movimento de espetáculos.

Leonardo Netto é Lewis e Helio Ribeiro, Freud. Ótimos trabalhos dos atores, composição, comportamento cênico, dicção, compreensão do texto e entrega a seus personagens. Não temos como decidir se ficamos ao lado de Lewis ou de Freud na defesa e na negação de Deus, pois os atores nos convencem, a cada frase, que as suas verdades são as corretas.

Lendo o programa, a frase de Ticiana Studart, diretora do espetáculo, diz “Entrar no teatro com uma sensação e sair com outra, esse é o plano básico que me liga a arte. Valeu à pena explorar as dúvidas de todos nós sobre alguns dos mistérios da humanidade”. Pois você conseguiu, Ticiana, com esta direção me fazer rir, lacrimejar, duvidar, ter mais fé ainda não só em Deus, como na arte de representar. Fé no teatro como veículo de mudança da humanidade. Vemos o seu trabalho competente, elegante, a sua crença ne sua arte refletida nos detalhes do espetáculo. Aplausos de pé.

rioecultura COLUNA TEATRO: FREUD a ultima sessao

Adorei o espetáculo. Gosto de sair da peça e refletir, vir pra casa e ficar quieto lembrando, pensando sobre a questão que acabei de assistir. “Freud. A última sessão” é uma produção exemplar da dupla Filomena Mancuso e Melise Maia.

Tenho visto, graças a Deus (olha Ele aí!), excelentes montagens teatrais aqui no Rio de Janeiro e sempre que posso recomendo aos amigos que assistam. Este espaço de opiniões teatrais é de um, assim como Ticiana, apaixonado pelo teatro. O debate no palco é ótimo. Nos faz crescer, sair acrescentado de dúvidas e certezas. A vida é assim. Deus seja louvado (Ele de novo)!
compartilhe subir a página
Postagens

Julio Biar [MPB]

Leo Ladeira [Patrimônio Histórico]

Marcelo Aouila [Teatro]

Seu nome:

Comentário:

Observação:
Verifique o texto antes de enviá-lo, pois não será possível modificá-lo ou apagá-lo após o registro.

ATENÇÃO: O seu comentário não será postado automaticamente. Ele passará por uma aprovação antes de ser publicado.



Seja o primeiro a comentar!
Escreva ao lado sua opinião.

Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem:
Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
 
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura