rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
COLUNA PATRIMÔNIO HISTÓRICO
Leonardo Ladeira ladleo@gmail.com
rioecultura Coluna Patrimônio Histórico: Edifício Lellis-São Paulo

Imagine uma avenida repleta de palacetes, bangalôs e chalés a beira-mar!

Assim era a charmosa Avenida Atlântica nas primeiras décadas do século XX, quando a sanha da especulação imobiliária desenfreada ainda não havia pontuado a orla de espigões.

A partir do final da década de 1920, foram surgindo os primeiros edifícios residenciais e, nas décadas seguintes, com a verticalização contínua, a paisagem da orla de Copacabana jamais seria a mesma.

Vamos conhecer hoje um pouco da história do primeiro edifício residencial da Avenida Atlântica: o Lellis-São Paulo, que resistiu ao tempo, na esquina da Rua Barão de Ipanema.

O Lellis-São Paulo foi construído a partir de 1928, em estilo neoclássico, e chama a atenção pelo requinte de seus detalhes arquitetônicos.

rioecultura Coluna Patrimônio Histórico: Edifício Lellis-São Paulo

Na foto acima vemos a orla de Copacabana na primeira metade dos anos 1940. O Edifício Lellis-São Paulo aparece ao lado do já demolido Cinema Rian. Do outro lado da Barão de Ipanema ficava o também já demolido Palacete da família Paranaguá. Confira o Lellis-São Paulo no detalhe da foto.

rioecultura Coluna Patrimônio Histórico: Edifício Lellis-São Paulo

Nesta imagem, de 1946 ou 1947, já podemos ver com mais nitidez o Ed. Lellis/São Paulo (quase no centro da foto) ladeado pelo edifício do Cinema Rian. Do outro lado da rua, o Palacete Paranaguá, o edifício Graça Couto e, mais à esquerda, o Ed. Oceânico.

rioecultura Coluna Patrimônio Histórico: Edifício Lellis-São Paulo

Já nesta foto de família, de 1953, vemos o Ed.Lellis-São Paulo mais de perto, do lado direito. A casa ao centro da foto era o já demolido Palacete da família Paranaguá. À esquerda vemos o Edifício Graça Couto com suas varandinhas, onde, no térreo, funciona hoje o restaurante Don Camillo.

rioecultura Coluna Patrimônio Histórico: Edifício Lellis-São Paulo

Do lado direito vemos o Lellis-São Paulo, inaugurado em 1931, e chamado inicialmente de Palacete São Paulo. Esta tradição de chamar edifícios de palacetes era comum até a primeira metade do século XX.

No centro vemos o extinto Palacete da família Paranaguá, cujo terreno era tão grande que após a demolição ali foram construídos quatro edifícios (dois na Avenida Atlântica, outro na Barão de Ipanema e mais um na Rua Domingos Ferreira).

Reparem como a faixa de areia era bem próxima das construções nesta época.

rioecultura Coluna Patrimônio Histórico: Edifício Lellis-São Paulo

Nesta imagem, de 1969, temos uma visão aérea da região do Posto 4, em Copacabana. Bem defronte à língua negra, na areia da praia, está a Rua Barão de Ipanema com o Ed. Lellis-São Paulo na esquina. Ao lado dele, ainda de pé naquele momento, o Cinema Rian (funcionou de 1942 a dezembro de 1983, quando foi demolido).

rioecultura Coluna Patrimônio Histórico: Edifício Lellis-São Paulo

O Edifício Lellis-São Paulo é formado por dois blocos com portarias diferentes.

Um dos moradores mais famosos do Lellis foi o médico e primeiro reitor da Universidade do Distrito Federal (UDF), atual Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rolando Monteiro.

Em seu apartamento térreo ajardinado, Rolando costumava receber amigos para discutir assuntos do momento.

Recentemente o Lellis passou por uma reforma que valorizou ainda mais os detalhes arquitetônicos.

“Pena que não conseguimos conscientizar as pessoas para tirar essas janelas de alumínio feiosas e colocar de PVC imitando madeira.... Mas estamos na luta!”, disse o atual síndico do Lellis, Claudio André de Castro-Bourbon Pena.



Fotos atuais do Edifício Lellis-São Paulo: Leo Ladeira.

Fontes de Consulta:
- Site Foi um RIO que passou
- Fotolog Roberto Tumminelli
- Wikipédia
- Página Olhos de Ver - Patrimônio Histórico Rio de Janeiro (Facebook)
- Acervo Leo Ladeira
compartilhe subir a página
Postagens

Julio Biar [MPB]

Leo Ladeira [Patrimônio Histórico]

Marcelo Aouila [Teatro]

Seu nome:

Comentário:

Observação:
Verifique o texto antes de enviá-lo, pois não será possível modificá-lo ou apagá-lo após o registro.

ATENÇÃO: O seu comentário não será postado automaticamente. Ele passará por uma aprovação antes de ser publicado.



E mesmo sua palavra estão certa, mais o mérito e do a atual sindico, Claudio André de Castro-Bourbon Pena. quando Ele chegou não estava assim, agora ficou como ponto turístico todos quer tirar fotos para bem para ele que continua atualizando e brigando para cada vez melhorar o Edifício Lellís valorizar os imóvel
  Postado por: Renato Luiz Lurentino
  em: 2013-12-12 08:46:59

Alguém saberia informar se foi construído em concreto armado?
  Postado por: Renato Soares
  em: 2015-08-23 11:38:38

Prezado, na verdade, o Edifício OK (1929) e o Guarujá (1929/1930) foram os primeiros edifícios residenciais da Av. Atlântica.
  Postado por: Luiz
  em: 2016-07-18 16:18:02


Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem:

Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura