rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
COLUNA PATRIMÔNIO HISTÓRICO
Leonardo Ladeira ladleo@gmail.com
rioecultura - Coluna Patrimônio Histórico: Governo do Estado do RJ anuncia venda do Quartel da Rua Evaristo da Veiga

Mais um imóvel histórico do Rio pode ser reduzido a escombros.

Em maio passado, o Governo do Estado do Rio de Janeiro anunciou a venda do prédio do Quartel-General da Polícia Militar da Rua Evaristo da Veiga, no Centro, à Petrobras, por R$ 336 milhões.

Naquele local, a Petrobras pretende construir um edifício que abrigue suas várias subsidiárias, hoje distribuídas por mais de uma dezena de prédios na cidade.

A intenção do Governo seria demolir o imóvel centenário, de 13.500 metros quadrados, para dotar a PM de instalações modernas e mais adequadas ao seu trabalho. Segundo a Secretaria Estadual de Segurança, a venda do QG da Rua Evaristo da Veiga seria apenas o primeiro passo de um amplo projeto de reestruturação dos batalhões e da sede administrativa da Polícia Militar.

O fato causou comoção e repúdio por parte de historiadores, pesquisadores, arquitetos, amantes da história do Rio e representantes da sociedade civil. Afinal trata-se de uma construção histórica e centenária, mas que, infelizmente, não é tombada por nenhuma instância do patrimônio histórico.

É com consternação que recebo a notícia da venda do prédio, para que a Petrobras bote abaixo e construa ali mais um arranha-céu de concreto e vidro em área nobre do centro histórico da cidade. É o fim da picada”, desabafou o historiador Milton Teixeira no ocasião do anúncio da venda do Quartel.

A demolição do imóvel ainda não foi confirmada. A coluna torce para que o espaço ganhe novo uso e nova adequação, já que a intenção da PM é reestruturar os batalhões. Há vários usos que o local pode vir a ter, como um centro cultural, um museu, entre outras opções.

rioecultura - Coluna Patrimônio Histórico: Governo do Estado do RJ anuncia venda do Quartel da Rua Evaristo da Veiga

O prédio histórico que ocupa todo um quarteirão na Rua Evaristo da Veiga abrigou, primeiramente, o convento dos padres capuchinhos italianos (também conhecidos como barbadinhos ou barbonos), construído em 1740. Aquela rua, antes conhecida por Caminho dos Arcos Velhos da Carioca e Caminho do Desterro, passou a ser chamada de Rua dos Barbonos.

Nesse convento, foram plantadas, em 1760, pela primeira vez no Brasil, mudas de café, cultura que viria a se tornar a grande riqueza nacional no século XIX.

rioecultura - Coluna Patrimônio Histórico: Governo do Estado do RJ anuncia venda do Quartel da Rua Evaristo da Veiga

Em 1831, o antigo convento dos capuchinhos foi ocupado pelo Corpo de Guardas Municipais Permanentes e tornou-se a instalação policial mais antiga existente na cidade. O local passa a ser conhecido como Quartel dos Barbonos. Em 1852, o edifício do quartel foi palco da primeira experiência com o telégrafo com fio, um marco na história das telecomunicações no país.

rioecultura - Coluna Patrimônio Histórico: Governo do Estado do RJ anuncia venda do Quartel da Rua Evaristo da Veiga

Em 10 de julho de 1865, partiram, do Quartel dos Barbonos, 510 oficiais e praças do Quartel dos Barbonos da Corte, A este grupo foi dado o nome de "31º Corpo de Voluntários da Pátria". Em 1896, por motivo da ampliação dos quartéis de polícia da Rua Evaristo da Veiga, o antigo Chafariz das Marrecas, obra de Mestre Valentim, foi demolido.

rioecultura - Coluna Patrimônio Histórico: Governo do Estado do RJ anuncia venda do Quartel da Rua Evaristo da Veiga

A Capela de Nossa Senhora das Dores, no interior do quartel, foi inaugurada em 1881 pelo Imperador D Pedro II. É um dos mais importantes bens da arquitetura religiosa da cidade e foi frequentada pela Família Imperial. O prédio atual teve sua pedra fundamental lançada também por D. Pedro II no dia 12 de novembro de 1889, três dias antes da Proclamação da República.

rioecultura - Coluna Patrimônio Histórico: Governo do Estado do RJ anuncia venda do Quartel da Rua Evaristo da Veiga

A fachada do Quartel foi totalmente descaracterizada com o uso de mármore na entrada da guarda e outros acréscimos. O interior da edificação está mais bem preservado.

rioecultura - Coluna Patrimônio Histórico: Governo do Estado do RJ anuncia venda do Quartel da Rua Evaristo da Veiga

Atual aspecto da fachada do antigo Quartel dos Barbonos. Junho de 2012.



Fotos atuais do Quartel:
Gabriel de Paiva / O Globo
Leo Ladeira

- Fontes de Consulta:
- Fotolog Ontem e Hoje
- Fotolog Rio de Fotos
- Fotolog Saudades do Rio - Luiz D´
- Blog Crime contra o Patrimônio
- Blog Urbe Carioca
- Portal R7 - Historiador lamenta intenção da PM de vender
- Prédio histórico do centro da cidade
- Revista de História da Biblioteca Nacional - Caso de polícia
compartilhe subir a página
Postagens

Julio Biar [MPB]

Leo Ladeira [Patrimônio Histórico]

Marcelo Aouila [Teatro]

Seu nome:

Comentário:

Observação:
Verifique o texto antes de enviá-lo, pois não será possível modificá-lo ou apagá-lo após o registro.

ATENÇÃO: O seu comentário não será postado automaticamente. Ele passará por uma aprovação antes de ser publicado.



Ja foram demolida bastante predios de valor patrimonial unica na cidade do Rio de Janeiro pra falar so de dois o Palacio Monroe na cinelandia e um dos palacios Guinle antiga ambaixada da Argentina em Botafogo Quando os reponsaveis politicos vao parar deixar fazer esse tipo de desastro mostrando assim a sua ignorancia e falta de cultura ? e como a Petrobras normalmente dedicada em projeto culturais pode entrar em complicidade com esse crime architactonico ?
  Postado por: philippe
  em: 2012-07-21 11:54:53

Após meses de polêmicas sobre a venda do Quartel-General da Polícia Militar, na Rua Evaristo da Veiga, no Centro do Rio, o governador Sérgio Cabral anunciou, no dia 6 de agosto de 2013, que desistiu de vender o prédio histórico.
  Postado por: Coluna Patrimônio Histórico
  em: 2013-08-07 07:27:46


Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem:

Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura