rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
COLUNA PATRIMÔNIO HISTÓRICO
Leonardo Ladeira ladleo@gmail.com
Exemplar da Aristocracia do Cosme Velho é invadido

rioecultura : Solar dos Abacaxis é depredado por vândalos : Coluna Patrimônio Histórico

Um dos remanescentes mais belos do tempo da aristocracia de Laranjeiras e do Cosme Velho foi vandalizado há duas semanas.

De acordo com denúncia publicada pelo jornal O Globo, o Solar dos Abacaxis, na Rua Cosme Velho, foi invadido e depredado por vândalos, que, aproveitando-se da ausência do caseiro, arrombaram o cadeado de um dos portões, derrubaram três portas de madeira e destruíram a marretadas pias e bidês, danificando louças originais dos três banheiros do casarão.

A casa pertenceu ao historiador e desportista Marcos Carneiro de Mendonça, primeiro goleiro da seleção brasileira (1914), e à sua mulher, a poetisa e tradutora Anna Amélia Carneiro de Mendonça, fundadora da Casa do Estudante do Brasil. A filha de Carneiro de Mendonça, a crítica de teatro Bárbara Heliodora, ficou indignada com a invasão ao imóvel da família.

rioecultura : Solar dos Abacaxis é depredado por vândalos : Coluna Patrimônio Histórico

Minha filha esteve lá e voltou aos prantos. Foi um absurdo o que fizeram. Destruíram as peças só de maldade”, disse Barbara ao Jornal O Globo.

Segundo vizinhos do casarão, os invasores eram usuários de drogas. Os proprietários informaram que o vigia da casa aposentou-se e ainda não foi substituído. A construção está sendo oferecida à venda por cerca de R$ 2 milhões.

O Solar dos Abacaxis – Exemplar da Aristocracia do Cosme Velho

rioecultura : Solar dos Abacaxis é depredado por vândalos : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Solar dos Abacaxis é depredado por vândalos : Coluna Patrimônio Histórico

De acordo com Hélio Vianna em "Vale das Laranjeiras – Cosme Velho", os palácios e as ricas mansões dos aristocratas que se espalharam do Catete ao Cosme Velho são testemunhas de uma época de luxo e requinte na cidade.

O Solar dos Abacaxis é um desses exemplares que sobreviveram. Foi construído por volta de 1850, pelo arquiteto José Maria Jacinto Rabelo, que também projetou o Palácio do Itamaraty. A mansão pertenceu originalmente ao bisavô de Anna Amélia, o comendador Borges da Costa. Marcos e Anna Amélia mudaram-se para o Solar dos Abacaxis em 1944, depois de uma reforma que deu ao imóvel garagem, varanda e terraço.

O palacete é conhecido por esse nome por exibir adornos em ferro fundido em forma de abacaxis que ainda hoje decoram a balaustrada das janelas frontais do solar.

rioecultura : Solar dos Abacaxis é depredado por vândalos : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Solar dos Abacaxis é depredado por vândalos : Coluna Patrimônio Histórico

Em estilo híbrido, o chalé neoclássico apresenta elementos do repertório acadêmico, como os cunhais com capitéis estilizados, o grande frontão e a estatuária elevada acima do telhado, e outros de inspiração romântica, como o friso decorado.

Ao todo, são mil metros quadrados de área construída: cinco salões, dez quartos, biblioteca, sótão, clarabóia, jardim e uma grande área verde nos fundos. Chama a atenção também o porão elevado.

Grandes anfitriões, Marcos Carneiro de Mendonça e Anna Amélia receberam no palacete escritores, artistas, estudantes, intelectuais, políticos, diplomatas e empresários da elite carioca. Ali estiveram, por exemplo, a atriz Vivien Leigh, a Scarlet O´Hara de ‘E O Vento Levou’; o magnata da imprensa Assis Chateaubriand, Carlos Drummond de Andrade, Oswaldo Aranha, Eurico Gaspar Dutra, Austregésilo de Athayde e, nos últimos anos, Fernanda Montenegro e Paulo Autran.

O Solar é tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac). O tombamento inclui interiores, elementos arquitetônicos, artísticos e decorativos.

Esperamos que essa história tenha final feliz!



SERVIÇO:
Rua Cosme Velho, 857.
Visitação só externa.



Fontes de Referência:
- Guia da arquitetura neoclássica no Rio de Janeiro. Centro de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro. Casa da Palavra: 2000.
- Vale das Laranjeiras / Cosme Velho – Coleção Bairros Cariocas – 1994.
- Vândalos invadem Solar dos Abacaxis, no Cosme Velho, e depredam casarão - Simone Cândida – O Globo: 13/06/11.
- Relíquias de casa velha - Sofia Cerqueira – Veja Rio: 30 de maio de 2007.
- Acervo fotográfico Leo Ladeira.
compartilhe subir a página
Postagens

Julio Biar [MPB]

Leo Ladeira [Patrimônio Histórico]

Marcelo Aouila [Teatro]

Seu nome:

Comentário:

Observação:
Verifique o texto antes de enviá-lo, pois não será possível modificá-lo ou apagá-lo após o registro.

ATENÇÃO: O seu comentário não será postado automaticamente. Ele passará por uma aprovação antes de ser publicado.



EU TENHO 12 ANOS E ACHO ISTO UM ABISURDO.
  Postado por: JORGE LUCAS
  em: 2011-07-05 14:10:52

É mesmo, Jorge! Um absurdo mesmo! Abraços.
  Postado por: Leo Ladeira
  em: 2011-07-05 19:52:11

Essa casa e linda! Como deixaram sem caseiro? O que doi mais e que os invasores quebraram as pias e bides originais e isso e insubstituivel. No final da estoria chegoa conclusao de que a educacao escolar e fundamental para o desenvolvimento de cidadaos mais sensiveis a memoria coletiva. Porque pessoas com um certo nivel de escolaridade ja pode entender e ate ajudar a preservar nossos patrimonios historicos. Deveras que esse predio possa se transformar em uma escola onde um projeto de divulgacao do respeito comunitario faria parte do curriculo de todos os graus de ensino.
  Postado por: Maria Cecilia
  em: 2011-10-09 04:24:25

Acho muito triste esses vandalos danificarem esse palacete... Muito bonito e com a sua História,acho que a Cãmara Municipal,devia ter em atenção essa maravilha casa Se eu fosse milionaria,eu compraria para mim e mandava restaurar tal como era o traço original Mas sonhos são isso mesmo. Sonhos A familia não vive nessa maravilha porquê? Espero que tudo se resolva a bem e essa casa linda volte a ter o brilho de sempre Que um milinário a veja e ...compre
  Postado por: Graciana
  em: 2013-11-11 19:12:39

Deveria ser transformado em centro cultural, depois falam que na Europa é melhor, claro lá se preserva tudo! Aqui é um descaso.
  Postado por: PAULO
  em: 2014-07-29 15:22:38

Fico muito triste e desapontada com o INEPAC POIS É TEORICAMENTE O RESPONSAVEL CULTURAL do prédio e deveria dar segurança ao mesmo, já que não pode fazer outras coisas. Predios e palacetes lindos com história sendo destruidos e demolidos. UMA VERGONHA, vide o centro do RJ.
  Postado por: stella maris de souza
  em: 2014-11-13 06:41:35


Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem:

Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura