rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
COLUNA PATRIMÔNIO HISTÓRICO
Leonardo Ladeira ladleo@gmail.com
Polícia investiga se incêndio ocorreu devido ao uso de maçarico para solda

rioecultura : Incêndio destrói Capela de São Pedro de Alcântara, na UFRJ : Coluna Patrimônio Histórico

A destruição de bens do patrimônio histórico e arquitetônico brasileiro machuca fundo o coração de quem valoriza a memória. Com certeza dor foi o que sentiram os que testemunharam as demolições de igrejas seculares para a abertura da Av.Pres.Vargas e os que viram os incêndios da Igreja do Rosário e do Museu de Arte Moderna.

E é dor que sentimos agora, quando vemos que a histórica e tombada Capela de São Pedro de Alcântara (séc.XIX), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), no campus da Praia Vermelha, foi totalmente destruída por um incêndio na segunda-feira, 28 de março de 2011.

A Capela havia sido abordada na coluna na edição de 12/8/2010 (ver aqui). Quando a visitamos, em agosto, estava fechada para restauração havia um ano e meio. Ao invés dos bancos, estava cheia de monitores de computador espalhados pelo chão, o que dificultou bastante que fizéssemos fotos. A Capela parecia ter sido transformada em um almoxarifado.

rioecultura : Incêndio destrói Capela de São Pedro de Alcântara, na UFRJ : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Incêndio destrói Capela de São Pedro de Alcântara, na UFRJ : Coluna Patrimônio Histórico

Os bombeiros do quartel do Humaitá combateram durante quatro horas o incêndio e permaneceram no local até às 21h, para evitar o ressurgimento de novos focos de fogo.

As chamas começaram na cúpula da capela. Com o incêndio, os tetos do segundo e do terceiro andar palácio desabaram. A UFRJ suspendeu as aulas até a próxima segunda-feira, dia 4/4, por motivos de segurança, uma vez que embaixo do edifício fica a subestação de energia. Cerca de 2,5 mil alunos dos cursos de Comunicação Social, Economia, Administração, Ciências Contábeis e Pedagogia, que funcionam no prédio, ficarão sem aulas.

Causas

A Polícia Federal está investigando se o incêndio ocorreu devido ao uso de um maçarico para solda. Em nota, a UFRJ informou que, "caso haja indícios de negligência por parte da empresa, a Universidade se reserva ao direito de procurar obter na Justiça a reparação indispensável". Os trabalhos de restauração estavam a cargo da empresa Terreng Engenharia.

A Defensoria Pública da União no Rio de Janeiro (DPU-RJ) vai oficiar a UFRJ cobrando esclarecimentos a respeito do incêndio que atingiu a Capela São Pedro de Alcântara, o almoxarifado e o auditório, no Palácio Universitário. Os defensores federais expedirão ofício intimando a universidade a vistoriar os demais prédios históricos tombados pelo IPHAN e INEPAC que também apresentam problemas de conservação.

A coluna espera que realmente se apure as causas do incêndio e que os responsáveis sejam punidos!

rioecultura : Incêndio destrói Capela de São Pedro de Alcântara, na UFRJ : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Incêndio destrói Capela de São Pedro de Alcântara, na UFRJ : Coluna Patrimônio Histórico

Prefeitura do Rio patrocinará metade da reforma no Palácio Universitário da UFRJ

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, anunciou, na tarde desta quarta-feira, 30/03/2011, que a prefeitura patrocinará metade da reforma do Palácio Universitário da UFRJ. O custo de recuperação deve ser de R$ 4 milhões.

Como era a Capela de São Pedro de Alcântara

Situada no segundo pavimento do Palácio Universitário, a Capela de São Pedro de Alcântara, do século XIX, possui área de 136 metros quadrados, com capacidade para 150 pessoas.

Era coberta por berço de estuque e seguia o padrão neoclássico do edifício. O salão possui pé direito duplo coberto com abóbada e janelas altas à guisa de tribuna.

No altar se encontrava a imagem de São Pedro de Alcântara, esculpida em mármore de Carrara, por F. Pettrich. Será que deu tempo de salvar a imagem?

Nas laterais superiores havia quatro guarda-corpos de cada lado, de onde se assistia às missas. Sobre a portaria principal situa-se o coro alto.

rioecultura : Incêndio destrói Capela de São Pedro de Alcântara, na UFRJ : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Incêndio destrói Capela de São Pedro de Alcântara, na UFRJ : Coluna Patrimônio Histórico

A capela foi palco de cerimônias religiosas e concertos de música sacra. Várias cenas de casamentos em novelas e filmes foram gravadas naquele espaço, como o recente “Se Eu Fosse Você”.

Agora esse patrimônio terá de ser reconstruído, e mesmo que fique igual, jamais será como antes!



Fontes de Consulta:
- Agência O Globo
- Portal G1
- Site Rio&Cultura
compartilhe subir a página
Postagens

Julio Biar [MPB]

Leo Ladeira [Patrimônio Histórico]

Marcelo Aouila [Teatro]

Seu nome:

Comentário:

Observação:
Verifique o texto antes de enviá-lo, pois não será possível modificá-lo ou apagá-lo após o registro.

ATENÇÃO: O seu comentário não será postado automaticamente. Ele passará por uma aprovação antes de ser publicado.



O ASSUNTO É MUITO TRISTE MAS A MATÉRIA ESTA UM ESPETÁCULO1
  Postado por: REGINA CAVALCANTI
  em: 2011-03-31 20:23:25

Estudei no Palácio Universitário, no curso de Comunicação Social (Jornalismo) e por 4 anos, tive o privilégio de conviver com a beleza da capela por diversos dias. Infelizmente, o patrimônio histórico no Brasil fica desprotegido, à mercê de empresas sem preparação para fazer o restauro com segurança. Espero voltar a capelinha e vê-la, pelo menos, reerguida e bela por sua simplicidade.
  Postado por: Isabela Pimentel
  em: 2011-04-02 15:43:39


Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem:

Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura