rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
COLUNA PATRIMÔNIO HISTÓRICO
Leonardo Ladeira ladleo@gmail.com
Épico da Cidade Maravilhosa

rioecultura : 446 anos de Fundação do Rio de Janeiro : Coluna Patrimônio Histórico

Na última terça-feira, 1º de março de 2011, o Rio de Janeiro amanheceu em festa e um aninho mais velho. Naquele dia, a chamada ‘Cidade Maravilhosa’ completou 446 anos de fundação.

A saga da fundação do Rio bem merecia ser contada em um filme épico! Os primeiros anos da cidade foram marcados por lutas, invasões, guerra, apoio de Jesuítas e flechas envenenadas.

Vamos hoje relembrar a história da “muito leal e heróica cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro” e saber onde estão os marcos dessa saga carioca.

A Fundação

rioecultura : 446 anos de Fundação do Rio de Janeiro : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : 446 anos de Fundação do Rio de Janeiro : Coluna Patrimônio Histórico

Descoberta em 1502, pela expedição de André Gonçalves e Américo Vespúcio, a cidade do Rio de Janeiro só seria fundada em 1º de março de 1565, no istmo entre o Morro Cara de Cão e o Pão de Açúcar, no local hoje ocupado pela Fortaleza de São João, na Urca.

Durante anos o Brasil foi disputado por franceses e portugueses, ambos interessados nas riquezas naturais proporcionadas pela nova terra. A 10 de novembro de 1555, chega ao Rio o francês Nicolas Durand de Villegaignon, com o objetivo de fundar aqui a França Antártica.

Após várias lutas mal-sucedidas contra os invasores, a então rainha regente de Portugal, Catarina D Áustria, viúva de D.João III e avó e tutora do futuro rei. D.Sebastião, então com dez anos de idade; ordena que Estácio de Sá funde uma cidade na região conflituosa para assegurar o território.

rioecultura : 446 anos de Fundação do Rio de Janeiro : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : 446 anos de Fundação do Rio de Janeiro : Coluna Patrimônio Histórico

Foi o próprio Estácio de Sá quem criou os primeiros órgãos administrativos e regulamentos da então recém-fundada cidade. O padre Gonçalo de Oliveira ergueu uma pequena capela de taipa coberta com folhas de palmeira, dedicada a São Sebastião. Foram construídas casas para os homens de Estácio e nomeados cargos como juiz ordinário, alcaide-mor, alcaide-pequeno, entre outros. A Câmara de Vereança foi instalada em uma construção semelhante às malocas indígenas.

A Morte de Estácio de Sá

Mesmo assim, os franceses não deixaram o Rio. Em 1567, a 20 de janeiro, dia de São Sebastião, travou-se na Fortaleza de Urulumirim (atual Outeiro da Glória) a batalha final contra os invasores e os índios tamoios, aliados aos franceses. Os portugueses saem vitoriosos, mas o capitão Estácio de Sá é ferido por uma flecha envenenada e morre um mês depois.

rioecultura : 446 anos de Fundação do Rio de Janeiro : Coluna Patrimônio Histórico

Finalmente expulsos franceses e tamoios, o governador-geral do Brasil, Mem de Sá, assume o governo do Rio e transfere a cidade da Vila Velha, no Cara de Cão, para o Morro do Descanso, depois conhecido como Morro do Castelo.

O novo sítio da cidade foi escolhido por sua posição estratégica: do Castelo tinha-se a visão de toda a baía. Ali foram construídos o Forte de São Sebastião, a Casa da Câmara e Cadeia, o Colégio dos Jesuítas, os Armazéns da Fazenda Real, a casa do Conselho de Vereança. Três ladeiras levavam ao morro: da Misericórdia, do Colégio e do Seminário. No sopé do morro, na chamada Praia da Piaçaba, os padres jesuítas construíram um pequeno ancoradouro, que ficou conhecido como Porto dos Padres da Companhia.



Conheça os marcos da fundação da cidade:

- Marco da Fundação -

rioecultura : 446 anos de Fundação do Rio de Janeiro : Coluna Patrimônio Histórico

Colocado por Estácio de Sá entre o Morro Cara de Cão e o Pão de Açúcar. Peça de 1565, em mármore português. Traz em uma face as armas portuguesas e na outra a Cruz de Cristo. Se encontra atualmente na Igreja de São Sebastião (Igreja dos Capuchinhos), na Tijuca.

- Lápide de Estácio de Sá -
rioecultura : 446 anos de Fundação do Rio de Janeiro : Coluna Patrimônio Histórico

Em 20 de janeiro de 1922, foi transferida da Igreja de São Sebastião, no Morro do Castelo, para a Igreja de São Sebastião (dos Capuchinhos), na Tijuca. A lápide traz o epitáfio:

“Aqui iaz Estacio de Saa prº capitão e cõqvístador desta terra e cidade e a campa mãdov fazer Salvador Corea de Saa sev primo segdº capitão e glrº com svas armas e esta capella acabov o ano de 1583” (Aqui jaz Estácio de Sá, primeiro capitão e conquistador desta terra e cidade, e a campa mandou fazer Salvador Corrêa de Sá, seu primo e segundo capitão e governador, com as suas armas. E essa capela acabou no ano 1583).



Fontes de Consulta:
- Acervo Leo Ladeira
- Blog RememorArte
compartilhe subir a página
Postagens

Julio Biar [MPB]

Leo Ladeira [Patrimônio Histórico]

Marcelo Aouila [Teatro]

Seu nome:

Comentário:

Observação:
Verifique o texto antes de enviá-lo, pois não será possível modificá-lo ou apagá-lo após o registro.

ATENÇÃO: O seu comentário não será postado automaticamente. Ele passará por uma aprovação antes de ser publicado.



Excelente artigo. Além de muito bem redigido e documentado, serviu para relembrar vários aspectos sobre a fundação da nossa mui querida caidade que eu já havia esquecido. Valeu. Obrigada Leo. Um abraço, Yvonne
  Postado por: Yvonne Stern
  em: 2011-03-06 11:18:36

Este é um artigo para se guardar e consultar sempre que necessário. Sabemos muito pouco da história da cidade e vale sempre a pena estar a recordá-la. Fico aguardando novos artigos sobre nossa cidade maravilhosa.
  Postado por: Celia Mota
  em: 2011-03-08 17:48:50

Muito bom artigo. Parabéns à revista e ao colunista.
  Postado por: Marcos Silva
  em: 2011-03-14 01:35:33

Obrigado pelas belas palavras, Célia, Yvonne e Marcos! Continuem acompanhando a coluna e o maravilhoso patrimônio histórico-cultural do Rio de Janeiro.
  Postado por: Leo Ladeira
  em: 2011-03-14 11:07:46

Muito interessante, Pena que não dá pra copiar, tirei um print e recortei hehe ;)
  Postado por: Joãzinho
  em: 2015-03-21 16:54:14


Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem:

Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura