rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
COLUNA PATRIMÔNIO HISTÓRICO
Leonardo Ladeira ladleo@gmail.com
Um dos melhores exemplares do art nouveau no Rio

" (...) Uma habitação cujo traço dominante é a verticalidade; a inspiração medieval é claramente visível nessa verdadeira torre que lembra as soluções adotadas em certas cidades italianas; o coroamento do terraço, coberto por um telhado sustentado por finos pilares de madeira geminados e assentados sobre suportes de pedra muito salientes, tem um ar de fortificação de opereta que não é fruto do acaso; as arcadas que contornam três lados do minúsculo pátio, como se fosse um pequeno claustro, a abundância de arcos, as colunas geminadas encimadas por capitéis, os vários ornatos em relevo, o volume saliente do segundo andar do edifício recuado, e vários outros detalhes, também contribuem para uma aproximação com a arquitetura da Idade Média. Por outro lado, as formas originais, estranhas e não raro irregulares, adotadas principalmente no traçado dos arcos, a fantasia total que reinou na justaposição e superposição de volumes, a abundância de grades e balcões de ferro forjado onde se destaca o jogo linear das diagonais e das volutas, pertencem ao espírito e ao vocabulário art nouveau (...) "

Yves Bruand. Arquitetura Contemporânea no Brasil.


rioecultura : Casa Villino Silveira : Coluna Patrimônio Histórico

Um dos melhores exemplares do estilo art nouveau no Rio pode ser encontrado em uma casa vertical da Rua do Russell, na Glória, bem ao lado do prédio da extinta TV Manchete.

Projetada em 1915 pelo italiano Antonio Virzi (1882-1954), a chamada Casa Villino Silveira revela todo o apuro do trabalho em ferro no Brasil, apresentando linhas com jogos sinuosos lembrando formas orgânicas. Virzi, nascido na Sicília, era mestre do estilo art nouveau, com o qual deu um sentido unitário em suas obras, infelizmente quase todas demolidas.

Ao contrário de outras edificações que tiveram o art nouveau aplicado apenas na fachada, a Casa Villino Silveira apresenta características do estilo em toda a construção, como nas colunas retorcidas, na escadaria principal e nos estuques.

rioecultura : Casa Villino Silveira : Coluna Patrimônio Histórico
Casa Villino Silveira no passado

rioecultura : Casa Villino Silveira : Coluna Patrimônio Histórico
Fotos Elixir de Nogueira e o arquiteto Virzi

Também se destacam elementos como o avarandado, gárgulas, torres em estilo florentino e o portão em ferro batido, executado pelo italiano Pagani.

A casa, projetada para Gervásio Renault da Silveira, fabricante do Elixir de Nogueira, encontra-se hoje espremida entre prédios modernos, mas está em bom estado de conservação.

Por pouco esta preciosidade do art nouveau escapou de ser demolida. Seu tombamento foi defendido por Lúcio Costa, que anos antes havia feito severas críticas à obra de Virzi, chamando-o inclusive de ‘ovelha negra da crítica arquitetônica contemporânea’.

rioecultura : Casa Villino Silveira : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Casa Villino Silveira : Coluna Patrimônio Histórico

Na sua proposta de tombamento, datada de 15 de janeiro de 1970, escreveu Lúcio Costa: “...salvo a perda da pintura externa original, recoberta por caiação creme uniforme e, provavelmente, da pintura interior primitiva, o prédio ainda está intacto, conservando inclusive os ferros batidos do exímio Pagani”.

Na década de 90, o Hotel Glória comprou e restaurou a propriedade, instalando ali um restaurante, o Café Glória.

Endereço: Rua do Russell, 734 – Glória.

rioecultura : Casa Villino Silveira : Coluna Patrimônio Histórico



Fotos: Leo Ladeira e Gustavo Nardelli

Fontes de Consulta:
• BRUAND, Yves. Arquitetura Contemporânea no Brasil. São Paulo: Perspectiva, 1991.
• Fogos de artifício à luz do dia: a arquitetura de Antonio Virzi no Rio de Janeiro Alberto Taveira Arquiteto.
• Site Foi um Rio que passou
• Guia da Arquitetura Eclética do Rio de Janeiro
• Fotolog Rio Hoje
• PDF Zona Sul do Rio
• Blog Boemia e Nostalgia
• Blog As pequenas partes do todo
compartilhe subir a página
Postagens

Julio Biar [MPB]

Leo Ladeira [Patrimônio Histórico]

Marcelo Aouila [Teatro]

Seu nome:

Comentário:

Observação:
Verifique o texto antes de enviá-lo, pois não será possível modificá-lo ou apagá-lo após o registro.

ATENÇÃO: O seu comentário não será postado automaticamente. Ele passará por uma aprovação antes de ser publicado.



Leo, o edifício Fábrica Elixir de Nogueira ficava próxima dessa casa?
  Postado por: carlos costa
  em: 2011-03-21 16:25:05

Eu trabalhei no Hotel Gória rio de Janeiro 1982/1987 quando o Dr. Eduardo Tapajós me fez a proposta de emprego, eu aceitei mas citei a questão de moradia, se havia condição para eu morar no alojamento do Hotel e ele me diz, eu não vou querer você no alojamento, mas preciso saber se você teria coragem de morar no castelinho? assiim era chamado esta imponente construção (verdadeira obra de arte) e eu disse sim, lá já morava um rapaz que estava de aviso prévio e asim fiquei sozinho 1982/1984. Muita saudade dessa época e eu faria tudo para que esse tempo voltasse. saudade de tudo principalmente do HOTEL GLÓRIA
  Postado por: José Santos
  em: 2014-12-04 17:53:24


Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem:

Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura