rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
COLUNA PATRIMÔNIO HISTÓRICO
Leonardo Ladeira ladleo@gmail.com
Jóia encravada na Floresta da Tijuca

rioecultura : Museu do Açude : Coluna Patrimônio Histórico

Encravada na Floresta da Tijuca, próximo ao Alto da Boa Vista, encontra-se uma jóia para quem admira cultura e natureza, e especialmente a arte da azulejaria.

O Museu do Açude funciona na antiga casa de inverno do industrial e mecenas Raymundo Castro Maya (1894-1968) – veja a matéria sobre o Museu da Chácara do Céu, publicada em 08/10/10. Trata-se de uma construção neoclássica que foi reformada por seu proprietário em neocolonial, na década de 20. Após ter herdado de seu pai a propriedade do Açude, Castro Maya acrescentou arcadas e criou beirais com telhas de louça policromada portuguesa.

rioecultura : Museu do Açude : Coluna Patrimônio Histórico

Localizado numa área de 151.132m² na Floresta da Tijuca, o Museu do Açude tem como proposta relacionar o patrimônio cultural ao natural. A propriedade se destaca por suas formas e pelos vastos jardins, de inspiração portuguesa, em forma de diversos terraços ligados por escadarias. O acervo reúne uma das mais importantes coleções de mobiliário brasileiro dos séculos XVIII e XIX, assim como azulejaria e cerâmicas do Porto.

Agende seu passeio (veja abaixo os horários de funcionamento do Museu) e aproveite esse rico patrimônio cultural e natural do Rio de Janeiro. O Museu do Açude oferece atividades específicas para crianças, chás e concertos, segundo uma programação que deve ser consultada junto à instituição.

A CASA

rioecultura : Museu do Açude : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Museu do Açude : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Museu do Açude : Coluna Patrimônio Histórico

Comece seu passeio pela casa principal. Ali você verá antigas dependências, como a sala de jantar (com uma mesa ricamente decorada), a cozinha (com panelas, louças e utensílios da época) e um pequeno banheiro, com pia, vaso e bidê originais. Também verá a sala da lareira, onde Castro Maya reunia seus convidados no passado. Observe que a casa não foi feita para morar: a planta possui várias salas e apenas dois quartos de dormir, localizados no segundo andar.

No lado externo há um espelho d´água, de frente para o pavilhão onde encontram-se azulejos neoclássicos. Toda a casa é ornada por beirais de telha de louça. Não deixe de ver também a antiga estrebaria e a piscina.

COLEÇÃO DE ARTE ORIENTAL, ARTES APLICADAS E LOUÇA DO PORTO

rioecultura : Museu do Açude : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Museu do Açude : Coluna Patrimônio Histórico

A coleção de arte oriental reunida por Castro Maya, anteriormente exposta em ambos os museus e agora ambientada no Museu do Açude, possui exemplares raros de escultura chinesa, indiana e indochinesa, bem como de porcelanas de procedências diversas.

As artes aplicadas estão igualmente representadas por expressivo conjunto de mobiliário luso-brasileiro, prataria de origem brasileira, portuguesa, inglesa e francesa e por cristais franceses.

Também chamam a atenção peças de cerâmica conhecida como louça do Porto, um tipo de faiança ornamental, fabricada a partir do século XIX nos centros cerâmicos portugueses do Porto e de Vila Nova de Gaia. Assim podemos apreciar vasos, estátuas, pinhas, globos e leões.

COLEÇÃO DE AZULEJARIA

rioecultura : Museu do Açude : Coluna Patrimônio Histórico

O Museu do Açude oferece também uma das mais ricas coleções de painéis de azulejos portugueses no Brasil.

São mais de vinte painéis decorados por azulejos portugueses barrocos, rococós e neoclássicos, trazidos de Lisboa, Maranhão e Salvador.

Os azulejos se espalham por toda a casa, podendo ser encontrados não só no interior da residência, mas nas varandas, nas fontes, nos bancos do jardim, nas mesas e até na antiga piscina.

A importância da coleção de azulejos se dá por sua variedade estilística e pela representatividade da origem das peças, que são oriundas de palácios europeus, como o da Quinta Real da Praia, onde morou D.João V.

rioecultura : Museu do Açude : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Museu do Açude : Coluna Patrimônio Histórico

Os painéis neoclássicos vieram diretamente de São Luís do Maranhão e ganharam um pavilhão especialmente construído para abrigá-los.

Já os azulejos rococós vieram de Portugal e são inspirados na série ‘Festas Galantes’, do pintor Watteau.

Alguns dos móveis da casa foram retirados para dar mais visibilidade aos painéis de azulejos.

Segundo Dora de Alcântara, “não dispondo de paredes suficientemente extensas para abrigar os painéis adquiridos, Raymundo Castro Maya subdividiu séries e até mesmo algumas de suas unidades. A série das paisagens, por exemplo, é constituída por oito painéis: no Salão da Lareira, um painel duplo está fracionado em cinco segmentos”.

Bom passeio!

veja a matéria sobre o Museu da Chácara do Céu, publicada em 08/10/10.





CURIOSIDADE: Roque Santeiro
O Museu do Açude ganhou destaque por ser o cenário externo da mansão da viúva Porcina, vivida pela atriz Regina Duarte na telenovela Roque Santeiro. A viúva constantemente aparecia na novela andando pelos vastos jardins do Museu e nadando na piscina, que sempre tinha um pote com frutas ao lado.

Serviço:
------------------------------------------------
Horários: Diariamente, exceto às terças-feiras, das 11h às 17h. Entrada franca às quintas. Fecha nos dias 1º Jan, Carnaval, Sexta-feira Santa, 21 Abr, 1º Maio, Corpus Christi, 7 Set, 12 Out, 2 Nov, 15 Nov, 25 Dez e 31 Dez.
------------------------------------------------
Endereço: Estrada do Açude, 764 Alto da Boa Vista 20531-330 - Rio de Janeiro - RJ 21 3433-4990
------------------------------------------------
Como chegar: Ônibus: do Centro e da Barra da Tijuca - Linhas 221, 225, 233 e 234. Saltar na Rua Boa Vista, próximo ao quartel do Corpo de Bombeiros. Carro: por São Conrado - subir a Estrada das Canoas; pela Tijuca - subir pela Av. Edson Passos.
------------------------------------------------

Fotos: Leo Ladeira e Alexandre Siqueira.

Fontes de Consulta:
• Azulejos na Cultura Luso-brasileira. Dora Alcântara. Rio de Janeiro: IPHAN, 1997.
• Site Museus Castro Maya
• Herança Lusitana. Azulejos do Museu do Açude são tema de pesquisa e livro. Cláudia Miranda – Revista Domingo – Jornal do Brasil – 20/09/97.
Intercâmbio Luso-Brasileiro. Materiais e Técnicas utilizados na construção levados de Portugal para o Brasil. In Site fazeres.no.sapo.pt
compartilhe subir a página
Postagens

Julio Biar [MPB]

Leo Ladeira [Patrimônio Histórico]

Marcelo Aouila [Teatro]

Seu nome:

Comentário:

Observação:
Verifique o texto antes de enviá-lo, pois não será possível modificá-lo ou apagá-lo após o registro.

ATENÇÃO: O seu comentário não será postado automaticamente. Ele passará por uma aprovação antes de ser publicado.



Excelente matéria. Percebe-se que a pesquisa foi bem feita e as fotos estão primorosas. Parabéns.
  Postado por: Sandro Mesquita
  em: 2010-10-15 11:09:47

Muito obrigado, Sandro! Abraços, Leonardo Ladeira.
  Postado por: Leonardo Ladeira
  em: 2010-10-15 11:21:26


Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem:

Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura