rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
COLUNA PATRIMÔNIO HISTÓRICO
Leonardo Ladeira ladleo@gmail.com
Lazer e pesquisa em casarão histórico de Botafogo

rioecultura : Museu do Índio : Coluna Patrimônio Histórico

Um bom passeio para toda a família é conhecer o Museu do Índio, localizado na tranqüila Rua das Palmeiras, em Botafogo.

Lá, o visitante poderá não só conhecer parte da rica coleção de 16 mil peças que representam as sociedades indígenas brasileiras, mas apreciar os detalhes do belo casarão histórico no qual o Museu está instalado.

O Museu

rioecultura : Museu do Índio : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Museu do Índio : Coluna Patrimônio Histórico

Fundado em 1953, pelo antropólogo Darcy Ribeiro (1922 - 1997), o Museu do Índio é um órgão científico-cultural da Fundação Nacional do Índio – FUNAI, e funcionou durante 25 anos num casarão histórico (hoje abandonado) pertencente ao Ministério da Agricultura, na Rua Mata Machado, ao lado do Estádio do Maracanã.

Em 1978, a instituição foi transferida do Maracanã para o espaço atual, na Rua das Palmeiras.

O Museu, a única instituição oficial no país exclusivamente dedicada às culturas indígenas, possui um rico acervo constituído de 16 mil peças etnográficas; 16 mil publicações nacionais e estrangeiras especializadas em Etnologia e áreas afins na Biblioteca Marechal Rondon, uma das mais completas e especializadas da América do Sul em temática indígena; 68 mil 217 documentos audiovisuais em diversos tipos de suporte, parte já digitalizada e armazenada em CD-Roms; 125 mil e 916 documentos textuais de valor histórico sobre os diversos grupos indígenas e cerca de 200 filmes, vídeos e gravações sonoras.

rioecultura : Museu do Índio : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Museu do Índio : Coluna Patrimônio Histórico

A instituição apresenta exposições temporárias e permanentes. Atualmente (setembro de 2010) está em cartaz, no casarão, a mostra “A Presença do Invisível: Vida cotidiana e ritual entre os povos indígenas do Oiapoque".

Nos jardins podem ser vistas instalações e ambientações de casas indígenas.

Os visitantes podem conferir também os produtos vendidos na lojinha do Museu, a Artíndia. A loja ganhou recentemente nova decoração e oferece um rico conjunto de peças artesanais, além de livros, camisetas, CDs e CD-Roms temáticos. Os produtos são comprados diretamente das aldeias, visando incentivar à manutenção de padrões de cultura indígena material e garantir uma fonte de recursos.

O Casarão

rioecultura : Museu do Índio : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Museu do Índio : Coluna Patrimônio Histórico

O imóvel onde se localiza o Museu do Índio é um dos representantes das construções do período áureo de Botafogo, quando proliferavam casarões e palacetes. O prédio foi construído em 1880, por João Rodrigues Teixeira, empresário da indústria alimentícia do Rio de Janeiro.

Situado no centro do terreno, possui um único pavimento com porão alto e acesso por varanda lateral. Chamam a atenção o enquadramento dos vãos em cantaria e as estruturas de ferro decoradas com lambrequins de madeira recortada.

A casa foi ocupada, entre 1956 e 1964, pelo Instituto Superior de Estudos Brasileiros – ISEB, entidade de destaque na produção de conhecimento científico das ciências humanas.

Texto e Fotos: Leo Ladeira

rioecultura : Museu do Índio : Coluna Patrimônio Histórico

rioecultura : Museu do Índio : Coluna Patrimônio Histórico


SERVIÇO
O Museu do Índio está aberto ao público de terça a sexta-feira, no horário das 9h às 17h30min, e, nos sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h. Nos finais de semana, além das áreas de exposição, apenas a loja permanece aberta.

Tarifas - O valor do ingresso é de R$3 (três reais) de terça-feira a sábado. Aos domingos, a visitação é gratuita. Estudantes da rede pública têm entrada franca, assim como pessoas acima de 65 anos.


Fontes de Consulta:
Site Museu do Índio
Guia Michelin do Rio de Janeiro
compartilhe subir a página
Postagens

Julio Biar [MPB]

Leo Ladeira [Patrimônio Histórico]

Marcelo Aouila [Teatro]

Seu nome:

Comentário:

Observação:
Verifique o texto antes de enviá-lo, pois não será possível modificá-lo ou apagá-lo após o registro.

ATENÇÃO: O seu comentário não será postado automaticamente. Ele passará por uma aprovação antes de ser publicado.



Leo, como sempre, adorei. Sou uma profunda admiradora do seu trabalho. Sou professora de História, então imagina como fico feliz com esse resgate do nosso patrimônio que vc faz. PARABÉNS!
  Postado por: Marisa Sá
  em: 2010-10-02 10:38:19

Muito obrigado pelo incentivo e pela participação constante, Marisa! Que bom saber que você é professora de História! E que bom você estar gostando da Coluna. Grande abraço!!!
  Postado por: Leo Ladeira
  em: 2010-10-06 22:04:25

encontrei um objeto que acho seja indigena gostaria de mandar uma foto se possivel sou de santa catarina nao sei se esa regiao foi abitada por indios obrigado
  Postado por: wilson alberti
  em: 2012-02-07 22:07:48

gostaria muito de conhecer o museu do indio, afinal tou indígena tuxa banzae no estado da bahia me considero uma india guerreira e hoje sou cacique da minha aldeia, apos o falecimento do meu pai que era cacique na nossa antiga aldeia em Ibotirama -BA, EU FIQUEI E ASSUMI O TRABALHO DO MEU VELHO PAI, QUE HJ ESTA LA NO CEU JUNTO COM DEUS E OLHANDO POR NÓS TODOS
  Postado por: anita tuxa banzae bahia
  em: 2012-05-30 23:16:03

E VERDADE QUE OS INDIOS COMEM INSETOS
  Postado por: Anônimo
  em: 2015-04-22 11:44:31


Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem:

Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura